Tag

curitiba

Browsing

A Bulldog é a única tabacaria de Curitiba com mais de 90 variedades de charutos

A Bulldog comemora a conquista do selo Habanos Point, título destinado às tabacarias que trabalham somente com charutos oficiais cubanos e que primam pela alta qualidade de todos os produtos comercializados.

Habanos é sinônimo do mundialmente prestigiado charuto premium cubano e a Bulldog é a casa de Curitiba com a maior variedade de charutos premium long filler de todas as nacionalidades. No umidor da Bulldog é possível escolher entre mais de 90 tipos de charutos, todos com certificado de procedência e mantidos em um umidor com temperatura e umidade controlada em torno de 70%.

O selo é mais uma garantia para o cliente em meio a um mercado com alto índice de produtos falsificados. É, também, um reconhecimento ao trabalho de Walter e Carolina Macedo, sócios da Bulldog e também aficionados por charutos, que primam pelo zelo extremo na seleção e armazenamento dos produtos. “Ficamos honrados com o título e ainda mais felizes por saber que oferecemos o melhor produto para os nossos clientes”, contam os sócios.

O selo Habanos Point é concedido pela Emporium Cigars, a distribuidora exclusiva de charutos cubanos no Brasil.  Os charutos são importados somente por via aérea desde Havana e são armazenados em ambiente com temperatura e umidade controlada. Além de passar por um controle rigoroso de qualidade em Havana, são congelados por cinco dias a uma temperatura de -25 graus celsius, sendo armazenados nas filiais com temperatura em torno de 17 graus celsius e umidade relativa de 65,5%.

A Bulldog Tabacaria fica na Rua General Aristides Athayde Júnior, 254 – Bigorrilho. Mais informações pelo www.instagram.com/bulldog_tabacaria/

René Ariel Dotti morreu nesta quinta-feira (11), em Curitiba, aos 86 anos, após sofrer uma parada cardíaca. A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) decretou luto oficial de três dias.

“É um dos dias mais tristes da advocacia paranaense (…) um democrata, um defensor das liberdades, um humanista, um incentivador da cultura, um jurista, um exemplo de pai de família, enfim, um homem completo, alguém que será lembrado para sempre na história do Paraná e do país. É uma perda irreparável para o Brasil”, afirma o presidente da OAB Paraná, Cássio Telles.

Dotti se destacou na luta contra a ditadura militar, defendendo sindicalistas, professores, jornalistas e estudantes. “Eu não podia deixar de defender quem me pedia durante a ditadura. Foram riscos”, disse o advogado para o repórter José Marcos Lopes, do Metro, em 2018.

Além de advogado e professor, ele também foi secretário da Cultura do Paraná e crítico de literatura e teatro. Teve grande atuação na luta pela redemocratização do Brasil e na defesa dos perseguidos pela repressão.

Seus livros lhe deram uma cadeira na Academia Paranaense de Letras (confira as obras aqui). Ainda não foram divulgadas informações sobre o velório e sepultamento do professor René Dotti.

“A Dotti e Advogados comunica, com profundo pesar, o falecimento de seu fundador, professor René Ariel Dotti, 86 anos, ocorrido nesta quinta-feira (11), em sua residência. Dotti formou-se em Direito pela UFPR e começou a atuar na advocacia nos anos 50.

Dotti deixa a esposa Rosarita, as filhas Rogéria e Cláudia, e os netos Gabriel, Pedro, Lucas e Henrique, além de uma legião de admiradores na área do Direito e em todas as esferas da sociedade.”

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) cobra explicações da prefeitura de Curitiba sobre a vacinação da Covid-19 de profissionais autônomos de saúde, que começou nesta quarta-feira (3). A suspeita é de que haja uma brecha que permita a vacinação de pessoas que, mesmo registradas nos conselhos de classe, não atuam na área de saúde. Leia mais em Tribuna Paraná.

Curitiba e Foz do Iguaçu estão entre os 21 destinos listados pelo Ministério do Turismo como tendência para 2021. De acordo com o levantamento, a valorização do turismo doméstico foi uma das tendências identificadas no comportamento do turista pós-pandemia da Covid-19.

O resultado teve como base os principais sites de pesquisa do setor, além de publicações e dos destinos que se alinham à demanda do novo turista. A mesma publicação elencou o Cerrado brasileiro como único destino brasileiro indicado na lista de 25 melhores viagens para planejar no futuro.

A região Sul do País tem quatro destinos na lista do Ministério do Turismo: Curitiba, Foz do Iguaçu, Florianópolis (SC) e Gramado (RS). Eles seguem a tendência de comportamento identificada em viajantes pós-Covid, de optar por locais de natureza ou com foco no turismo rural.

O secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, afirmou que o Paraná tem diversos ramos dentro do turismo, como o religioso, gastronômico, rural, de negócios, entre outros. “A pandemia mostrou o peso do turismo dentro da matriz econômica do Estado. Nós temos atrativos ligados ao meio ambiente, justamente o ramo que mais vai crescer no mundo, após a pandemia”, disse.

De acordo com o site Booking, 59% dos entrevistados pretendem ir para um destino de natureza próximo. Ainda segundo o buscador, outra forte tendência é a opção por viagens rápidas, ou seja, três em cada quatro (73%) brasileiros querem fazer viagens mais curtas em 2021 do que fizeram em 2019.

Para João Jacob Mehl, diretor-presidente da Paraná Turismo, vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, a pesquisa vem ao encontro com o trabalho realizado desde março de 2020, para a retomada do turismo pós-pandemia.

“A ecologia está dentro do trabalho que já estamos fazendo, principalmente com o turismo rural, ciclismo e religioso. A regionalização do turismo mostra as belezas do Estado e estamos há um ano trabalhando em cima disso, para fazer com que as pessoas conheçam as belezas do seu próprio Estado”, afirmou.

De acordo com ele, a expectativa é promover atrativos em diversas regiões do Estado, em uma ação com apoio do Ministério do Turismo. Mais informações sobre o turismo do Paraná podem ser consultadas no site VIAJE PARANÁ.

CURITIBA – De acordo com informações do site, a Capital do Estado foi eleita a cidade mais inteligente do Brasil. É a maior do Sul do País, com quase 2 milhões de habitantes e referência em qualidade de vida.

São mais de 30 parques e bosques para todos os gostos e com atividades para todas as idades. Os lugares mais visitados são o Parque Jardim Botânico, o Museu Oscar Niemeyer e o Parque Barigui.

Outros exemplos de museus, teatros e locais de shows são Ópera de Arame, Pedreira Paulo Leminiski e Teatro Guaíra. Para quem gosta de feiras, Curitiba tem opções de sobra, com comidas típicas, roupas e artesanato. O destaque é a Feira do Largo da Ordem, que acontece todos os domingos no Centro Histórico da cidade.

O turista encontra a Linha Turismo, um ônibus com roteiro com 24 paradas nos pontos mais interessantes a serem visitados da cidade por um período de 24 horas e uma única passagem. Entre os locais a serem visitados, estão também o Passeio Público, a Rua 24 Horas, o Parque Tanguá, a Ópera De Arame, a Torre Panorâmica, o Bosque do Alemão, o Bosque João Paulo II o Museu Ferroviário.

FOZ DO IGUAÇU – O município abriga uma das sete maravilhas do mundo: as Cataratas do Iguaçu, um complexo de 275 quedas que se estendem por quase cinco quilômetros do Rio Iguaçu.

Com aproximadamente 260 mil habitantes, no extremo Oeste paranaense, a cidade fica na chamada tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina. É um dos destinos turísticos mais importantes do País e o mais visitado por estrangeiros do Paraná.

A cidade dispõe de uma média de 27 voos diários. A Terra das Cataratas também possui um dos maiores parques hoteleiros do Brasil. São aproximadamente 28 mil leitos em hotéis e a realização de eventos também movimenta o destino.

Foz abriga, ainda, a Hidrelétrica de Itaipu, a maior do mundo em geração de energia; o Parque das Aves; o Marco das Três Fronteiras; o Templo Budista; e outros atrativos.

BRASIL – De acordo com o levantamento do Ministério, o Sudeste e o Nordeste lideram a listagem com sete destinos. Angra dos Reis (RJ), Belo Horizonte (MG), Petrópolis (RJ), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), São Sebastião (SP) e Ubatuba (SP) formam o roteiro do Sudeste. No Nordeste, aparecem João Pessoa (PB), Ipojuca (PE), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Natal (RN), Porto Seguro (BA) e Salvador (BA).

“O levantamento reforça que estamos no caminho certo para que a retomada aconteça. O turismo doméstico tem um enorme potencial que merece ser conhecido pelos brasileiros e com esse foco que o Ministério do Turismo vem trabalhando – oferecer melhor infraestrutura, serviços cada vez mais qualificados e seguindo os protocolos de biossegurança”, afirmou o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

Sai ano, entra ano, é sempre a mesma história. Com a chegada da época de festas e o início do verão, se multiplicam os casos de abandono de animais de estimação. Num dos casos mais chocantes, registrado no São Braz, em Curitiba, no último domingo, um casal foi flagrado abandonando uma cadelinha indefesa. Logo após ser largada na rua, a bichinha, chamada Lola, foi filmada correndo desesperadamente atrás do veículo dos seus antigos “tutores” — que já foram identificados e irão responder por abandono e maus tratos de animais. Leia mais em Bem Paraná.